Quarentena: cuidados com os animais - Central Pet
Clínica, Hotelzinho e PetShop: (31) 3332.5850 (31)9 8303-7285 | Escola (cursos): (31) 3024.5686 (31) 983040194

Quarentena: cuidados com os animais

Categoria: Dicas Data: 16 de maio de 2020
Quarentena: cuidados com os animais

A rotina de todos mudaram durante a quarentena, inclusive a dos pets. O maior tempo com seus donos, é um ponto positivo, mas que também pode se tornar negativo após esse período, caso não se adotem as medidas necessárias. A diminuição dos passeios na rua, e até mesmo a ansiedade dos tutores e dos bichinhos, pode se tornar um problema. 

 

Para que isso não acontece e você possam passar esse momento da melhor forma possível, separamos abaixo algumas dicas sobre os cuidados com os animais durante a pandemia do Covid-19. 

 

Cuidados com a dependência excessiva

 

Ficar mais tempo com o pet, sempre foi o desejo de muitos tutores, e que infelizmente a rotina agitada não permita. Agora com o período de quarentena, isso se tornou possível, uma vez que muitas pessoas estão de férias, e ou trabalhando em casa. Esse convívio maior, é muito legal, porém é preciso ter cautela e adotar cuidados com os animais para que após a volta da rotina normal, eles não fiquem com dependência excessiva. O que é um problema. 

 

Os animais mais apegados, correm o risco de desenvolver uma ansiedade excessiva, ou até mesmo uma depressão pela ausência dos donos, após um longo período juntos. 

 

Então é importante aproveitar esse tempo juntos, mas também, é preciso estimulá-los com atividades isoladas, para que continuem com sua independência, e não sofram tanto quando o período de isolamento acabar. 

 

Cuidados com os animais na hora do passeio

 

Outra grande mudança na rotina dos pets, foi os momentos de passeios. As idas à rua precisaram ser restritas, mas é necessário manter o mínimo de atividades. Os tutores podem sim passear, claro de acordo com as orientações de circulação de cada cidade, desde que tomem todos os cuidados com os animais necessários.

 

A dica é não ir muito longe, diminuir o tempo fora e intensificar à atividade. Por exemplo, se você caminhava 30 minutos com seu pet, experimente correr apenas 10 a 15 minutos e voltar para casa. 

 

Opte por horários com um menor fluxo na rua, use máscara, e mantenha distância de segurança das outras pessoas. Ao retornar para casa, da mesma forma que faz sua higiene, é preciso também higienizar o pet. Limpe as patas do animal com lenços umedecidos, água e sabão ou álcool em gel. 

 

Cuidados com os animais ansiosos

A ansiedade e o estresse também podem afetar seu pet durante a quarentena. Por isso, é muito importante sempre observar qualquer mudança de comportamento e também tomar os cuidados com os animais ansiosos para que eles não fiquem doentes. 

 

Nos pets, a ansiedade pode se manifestar pela impossibilidade de sair, brincar e seguir sua rotina de costume. Portanto, medidas preventivas são recomendadas, e em casos de  alterações mais bruscas, a recomendação é consultar o veterinário. 

 

Algumas dicas para conter a ansiedade dos pets:

 

  • Gradualmente vá provendo atividades para que ele fique separado de você, e possa se divertir sozinho.
  • Se perceber que o animal está com a respiração ofegante, ou com ações que mostra tristeza, tente tranquilizá-lo com carícias e incentivos.
  • Colocar uma música relaxante para ouvirem juntos também pode ajudar. 
  • Estimule caminhadas e passeios dentro do espaço domésticos.
  • Adapte um espaço para o seu pet onde possa perceber que aquela é uma área de descanso e relaxamento.
  • Tenho um tempo reservado para brincadeiras com o animal.

 

Atividades em casa

 

A falta de atividade, mesmo com a casa cheia pode deixar o pet estressado e ansioso. Então um dos cuidados com os animais durante a quarentena, é mantê-los ativo mesmo que seja apenas dentro no ambiente doméstico.  

 

Tente ser criativo, ou se essa não for sua característica principal, pesquise por atividades variadas na internet. Aqui mesmo no blog, sempre temos conteúdos novos para ajudar os tutores. 

 

Usar brinquedos interativos e de aprendizado, é uma forma de ensinar novos comandos para o animal. A dica aqui, é que caso tenha muitos brinquedos para o pet, não deixe todos disponíveis, ou ele pode acabar se cansando deles. Disponibilize um ou dois brinquedos por dia, e vá fazendo a troca. 

 

Se não tem muito espaço para caminhadas ou pequenas corridas dentro de casa, as escadas são boas aliadas. Se tiver alguma disponível por perto, descer e subir alguns degraus é uma ótima atividade para gastar energia. 

 

Adoção de animais durante a quarentena

 

Durante quarentena, a adoção de animais pode ser uma ótimo ideia. Segundo o Instituto Pet Brasil, estima-se que com a pandemia, o número de animais abandonados no país aumente cerca de 10%. Mas também temos números positivos. De acordo com ONGs e protetores dos animais, a procura por adoção de cães e gatos teve um aumento de até 50% no período de quarentena.

 

A solidão provocada pelo isolamento social, pode ser preenchida com a chegada de um amiguinho. E não há perigo em ter um novo integrante em casa, desde é claro que se tome os devidos cuidados com os animais. 

 

Leia também: ADOÇÃO DE ANIMAIS: ADOTE SEU AMIGO NA CENTRAL PET

 

Transmissão do vírus em animais domésticos

 

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, até o momento não há evidências de que animais domésticos possam transmitir a Covid-19. A verdade é que já teve registros fora do Brasil, de animal silvestre apresentando a infecção do novo vírus, porém a transmissão aconteceu ao contrário. Foi passada de um humano infectado para o animal.

 

Por isso, não há problema em ter um bichinho em casa ou até adotar um durante a quarentena. O importante é adotar cuidados com os animais e evitar algumas situações habituais neste período. Como, por exemplo, beijar, abraçar e dormir com o pet.

 

Além desses cuidados, também é muito importante manter a vacinação em dia. E no caso dos cães, já há vacinas para conter o coronavírus canino. Então proteja seu amigo e o mantenha livre desse vírus.

 

A Central Pet tem vacina para coronavírus canino. Entre em contato e marque um horário. 

 

Se gostou do artigo, siga nosso Facebook e Instagram e fique por dentro de dicas e novidades no mundo pet.

 

Compartilhe este post:
Iniciar Conversa
Precisa de ajuda?