Vai tirar férias? Veja o passo a passo para viajar com cão -
Clínica, Hotelzinho e PetShop: (31) 3332.5850 (31)9 8303-7285 | Escola (cursos): (31) 3024.5686 (31) 983040194

Vai tirar férias? Veja o passo a passo para viajar com cão

Categoria: Dicas Data: 16 de dezembro de 2019
Vai tirar férias? Veja o passo a passo para viajar com cão

Viajar com o cão é o desejo de muitos donos que não conseguem ficar longe do seu amiguinho. Porém muitos ainda sofrem com essa separação porque não sabem a melhor forma e ou as regras para levar o pet. Pensando nisso, separamos algumas informações e ou dicas para te ajudar nas suas próximas férias. 

 

Caixas de transporte para viagens

Há aqueles donos que não gostam muito da ideia de “prender’ seu pet mas para viajar com o cão, elas são importantes para o bem-estar, segurança e conforto do pet. Se está planejando tirar férias e levar seu bichinho e ele ainda não é habituado a estar em uma caixa de transporte, primeiro de tudo deve adquirir uma caixa adequada para o tamanho e peso dele, e ir acostumando o animal aos poucos, por meio de incentivos como brinquedos e petiscos.  

 

Na dúvida sobre como iniciar essa adaptação, consulte o veterinários. Além das caixas, em viagens de carro, você ainda ainda pode optar por viajar com o cão, em uma cadeirinha para cachorro. São assentos destinado ao transporte de animais com até 15kg.

 

Viajar com o cão de carro

Viajar com o cão de carro é o processo mais simples e menos burocrático. Porém não significa que a segurança pode ser deixada de lado. Mesmo que seu pet tenha o costume de passear com você de carro, uma viagem significa percursos mais longos, ou seja, esteja atento ao bem-estar dele.  Primeiro de tudo, a viagem com o cão de carro só é permitida desde que ele seja transportado em local apropriado.  

 

Leia também: QUERO PASSEAR COM MEU CACHORRO DE CARRO, TEM PERIGO?

 

De acordo com a regras de trânsito, os animais de estimação não podem andar soltos no carro. As caixas,  cintos e ou bolsas de transporte são obrigatórios e garantem a segurança do pet e também para o condutor. Além disso é preciso se lembrar de fazer pequenas paradas durante o trajeto, para que o bichinho possa beber água, fazer suas necessidades e caminhe um pouco. 

 

Viajar de ônibus

A Agência Nacional de Transportes Terrestres, ANTT, tem uma lei que permite viajar com o cão de ônibus. Porém além das regras gerais como, por exemplo, o transporte em uma caixa transportadora, um atestado veterinário comprovando as condições de saúde e as vacinas, algumas companhia rodoviárias possuem normas específicas, e também cada estado possui suas próprias regras.

 

Então o mais indicado antes de comprar sua passagem, é verificar junto à companhia sobre as condições de transporte de animal. Algumas exigem a compra da passagem do assento ao lado para ser ocupado pelo bichinho, já outras permitem que o pet seja transportado dentro da caixa no colo.  

 

Check-list ônibus: 

  • O animal precisa ser de pequeno porte, com no máximo 10 quilos, a exceção é apenas para os cães-guia.
  • Para viajar com o cão o dono precisa se responsabilizar de fazer a limpeza e higienização da caixa de transporte em cada ponto de parada. 
  • É preciso apresentar o documento conhecido como Guia de Trânsito Animal (GTA), a carteira de vacinação em dia, e o atestado veterinário que comprove as condições de saúde do animal com validade por no máximo 15 dias.

 

Viajar de avião

Se o seu maior receio é tentar viajar com o cão de avião, saiba que sim, as regras são mais específicas, mas também a cada dia as companhias estão facilitando mais o processo para alegrias dos donos e dos pets. 

 

Para viagens nacionais, se atualize sobre as regras junto a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), e também com a sua companhia. De forma geral as regras básicas para se viajar com com o cão são: atualização das vacinas, apresentação do atestado veterinário, aviso prévio à companhia aérea antes mesmo de concluir a compra da passagem.

 

Já a viagem internacional é um pouco mais burocrática. Além das regras da Anac e da companhia, alguns países têm regras próprias sobre receber animais. Por isso é fundamental  se planejar com antecedência para que tudo corra bem. 

 

Check-list voo nacional:

  • Atestado veterinário, com validade máxima de 10 dias.
  • Comprovante da vacinação antirrábica, com o nome do laboratório produtor, o tipo da vacina e o número da ampola utilizada. 
  • Permissão sobre o local do transporte e a quantidade máxima de animais por vôo de acordo com a empresa aérea. 

 

Check-list voo internacional:

  • Colocação de um microchip subcutâneo no animal.
  • Realização da sorologia de raiva.
  • Certificado Veterinário Internacional (CVI) válido por no máximo 60 dias .
  • Atestado Sanitário emitido 10 dias antes da emissão do CVI.
  • Carteira de vacinação.
  • Certificado Zoosanitário Internacional (CZI) válido por no máximo 60 dias.
  • Verificar se o bichinho vai no compartimento de carga ou na cabine.

 

Cuidados com o cão antes da viagem

Além de estar atento as documentações e regras, é preciso também se preocupar com a saúde e bem-estar do animal, principalmente se ele não tem o hábito de percorrer longos trajetos e de ficar muitos dias fora de casa.  

 

Primeiro de tudo para viajar com o cão, é preciso que ele também tenha uma bagagem. A mala do animal deve conter itens como: guia e coleira, ração, água e comida, toalha, brinquedos, e alguns remédios recomendados pelo veterinário.

 

No dia da viagem, dê uma alimentação leve e com pelos menos duas horas de antecedência para evitar enjôos. Fique atento a hidratação dele durante todo o processo e em caso de viagens terrestres, faça paradas para as necessidades do animal e também para ativar sua musculatura. Ainda em viagem de carro esteja atento a temperatura, que deve estar agradável porque os animais sentem muito calor.

 

Cuidados com o cão ao chegar no destino

É preciso ter paciência e carinho ao viajar com o cão porque ele pode apresentar um pouco de dificuldade no início para se adaptar ao novo local. A dica é conversar com seu veterinário sobre a necessidade de medicamentos que ajudem nessa adaptação e também reservar os primeiros dias da viagem para estar mais junto com ele em programas para ele.. 

 

Monte ainda um espaço “só dele” com todos seus brinquedos, e  faça um passeio por todo o espaço onde ficarão hospedados. Sempre opte por hotel que dispõe de um espaço livre para animais. 

 

Esperamos que o artigo tenha te ajudado a entender melhor como viajar com o cão. Boa sorte com os preparativos e boa viagem. 

 

Se gostou, siga nosso Facebook e Instagram e fique por dentro de dicas e novidades no mundo pet.

Compartilhe este post:
Iniciar Conversa
Precisa de ajuda?